Osteopatia/Quiropraxia

A Osteopatia é uma especialidade da Fisioterapia voltada para o diagnóstico, tratamento e prevenção, que se utiliza de recursos manuais para interferir na estrutura e função do organismo e obter os resultados desejados. Reconhece que a patologia se instala devido a ocorrência de disfunções das estruturas (músculos, ligamentos, articulações, vísceras e nervos) e que o próprio organismo tem uma capacidade de se autocurar e recuperar.

A osteopatia vê o corpo como um todo, não podendo dividi-lo em segmentos isolados, pois todo o corpo se conecta, podendo gerar disfunções à distância, por exemplo, quando um paciente está com algum sintoma no ombro, não investigamos somente o local do sintoma, vamos à procura da causa desse sintoma, ou seja, investigaríamos primeiramente uma estrutura distante onde possa estar interferindo no ombro desse paciente, como por exemplo a coluna lombar, estômago, entre outros.

O objetivo da osteopatia é retirar os obstáculos, o que chamamos de disfunções osteopáticas, do corpo do paciente através de técnicas manuais para que o corpo possa se autocurar. A osteopatia também é um ótimo meio de prevenção das lesões, atuando nas possíveis causas da má postura, ciatalgias, cervicalgias, vertigens, enxaquecas, ansiedade, problemas viscerais (azia, constipação, má digestão, problemas pulmonares e cardíacos, entre outros) e dores em geral.

As sessões são realizadas individualmente a partir de uma avaliação específica, com duração aproximadamente de 40 - 60 minutos.

Podoposturologia

A Posturologia é a ciência do equilíbrio que estuda o Sistema Tônico Postural através de informações dos sistemas integradores como: os pés, os olhos, ouvido interno, a propriocepção, viscerocepção (Villeneuve). Ela também ensina a prestarem atenção nos distúrbios de oclusão, às cicatrizes nociceptivas (patológicas) que modificam o sistema postural.

Os receptores sensoriais quando desreguladas, geram perturbações estáticas, ou seja, desequilíbrios posturais, provocando forças anormais contrárias em diferentes tecidos do nosso corpo, sendo muitas vezes a causa de inúmeras patologias como: hérnias discais, artroses, dores na coluna vertebral (cervicais, dorsais, lombares e sacrais), nevralgias, cervicobraquialgia, ciáticas; dores com componentes estáticos (quadril, joelhos, pés); deformações na coluna (cifose, escoliose, hiperlordose); patologias esportivas (câimbras, dores musculares, tendinites); além de cefaleias, vertigens, problemas de aprendizagem (dislexia)...

Portanto, o objetivo é avaliar os desequilíbrios posturais, analisar as diferentes entradas sensoriais e corrigi-las afim de reeducar com um novo esquema corporal com palmilhas posturais e/ou esportivas, exercícios oculares e mandibulares.

Os sinais mais facilmente relacionados aos distúrbios posturais são:

  • Desalinhamentos corporais;
  • Excesso de tensão muscular em determinadas regiões;
  • Tendinites, bursites, fasceítes e dores musculares tensionais;
  • Desgaste ósseo, sempre de forma crônica e que não reage bem aos tratamentos convencionais, ou que sempre tem recidiva;
  • Zonas de calosidade excessiva em certos pontos dos pés são evidencia de descarga de peso de forma inadequada e desigual;
  • De forma menos evidente, mas fortemente correlacionado estão sintomas como bruxismo, zumbidos, pseudo vertigens, dores de cabeça, falta de habilidade e descoordenação corporal, entre outros;
  • As consequências mais claras são as hipercifoses, hiperlordoses, escolioses, e dores na coluna;
  • Artroses na coluna, em quadris, joelhos e pés;
  • Joanetes, metatarsalgias, hipercalosidades;
  • Dores de cabeça de origem tensional.

Confecção de Palmilhas Posturais e Esportivas

Além da avaliação postural, também confeccionamos as palmilhas sobre medida e para cada tipo diferente de pisada, com materiais de ótima qualidade, bom acabamento e conforto.

1- É realizado uma avaliação postural do paciente;

2- O paciente é submetido à alguns ajustes articulares e liberação dos tecidos miofasciais (Osteopatia/Quiropraxia);

3- Depois é reavaliado a sua postura e avalia-se seu tipo de pisada, tanto parado quanto em movimento;

4- São colocados os elementos podais para o estímulo postural, até que a postura do paciente esteja alinhada;

5- Por último o fisioterapeuta retira a "impressão" dos pés do paciente e confecciona as palmilhas sobre medida e para aquele determinado tipo de pisada.

Fisioterapia do Trabalho e Ergonomia

É uma área da fisioterapia que atua na prevenção, resgate e manutenção da saúde do trabalhador, abordando diversos aspectos como ergonomia, biomecânica, ginástica laboral e a recuperação de queixas ou desconfortos físicos. Tem como objetivo melhorar a qualidade de vida do trabalhador, evitando a manifestação das queixas e disfunções osteomusculares relacionadas ao trabalho (DORT), gerando aumento do bem estar, desempenho e produtividade.

Emissão de Análise Ergonômica do Trabalho (AET):

  • Critérios de carga e/ou repetição;
  • Descrição Cinesiológica do movimento realizado no trabalho;
  • Aplicação de ferramenta ergonômica para mensuração de risco;
  • Avaliação e mensuração de mobiliário e equipamentos;
  • Caracterização de risco ergonômico;
  • Construção de argumentos técnicos de defesa.
  • Emissão de AET – Análise Ergonômica do Trabalho (NR 17).

Emissão de caderno de melhorias a serem realizadas na condição de trabalho para diminuir casuística.

Exame cinesiológico funcional: admissional / periódico / demissional:

Importante ferramenta de prevenção de passivo trabalhista.
Esta avaliação feita por fisioterapeutas é associada ao exame médico admissional/periódico/demissional da empresa tem como objetivo de traçar um perfil físico e postural do trabalhador, suas predisposições a lesões e ações preventivas desde a admissão.

Este exame avalia a retrações musculares, amplitudes articulares de membros superiores inferiores e coluna, algias, queixas principais e orientar relação com o trabalho (prevenção), força muscular e a avaliação cinemática da postura. Documentando de maneira criteriosa e cientificamente comprovada toda alteração osteomuscular que o trabalhador possua no ato da sua contratação, de modo a evidenciar se as alterações que porventura venha a aparecer eram ou não pré-existentes, e caso sejam comprovam que a empresa não desenvolve alterações nos seus trabalhadores.

Ginástica laboral:

A Ginástica Laboral constitui uma série de atividades chamadas tecnicamente de cinesioterapia (cinesio = movimento e terapia = tratamento) nas quais são desenvolvidas rotinas de exercícios físicos voltados para a necessidade de cada grupo de indivíduos.

É de conhecimento que existe uma correlação entre os fatores de nexo de causa de patologias osteomusculares, portanto, após um breve estudo dos riscos aos quais os trabalhadores estão expostos cria-se uma rotina preventiva.

Inserção de pessoa com deficiência (PCD):

Auxiliar sua empresa na inclusão e direcionamento adequado de Pessoas com Deficiência (PCD).
Pesquisas apontam que aproximadamente 10% da população mundial são consideradas Pessoas com deficiência (PCD), e que, por apresentarem algum tipo de limitação sofrem com a exclusão social.

De acordo com a legislação vigente (Lei 8213/91 de 24/07/91) empresas com determinadas características de seu quadro funcional possuem obrigatoriedade legal de contratar Pessoas com Deficiência (PCD). Muitas empresas por desconhecer as potencialidades de tais pessoas, de maneira equivocada, a subestimar, ou pior, superestimar as capacidades da Pessoa com Deficiência.

Identificamos as condições especiais que a Pessoa com Deficiência requer para o exercício da função e, através da observação dos postos de trabalho de sua empresa, identifica as principais possibilidades para dar a sua empresa a melhor opção de atuação.

Perícia e Assistência Técnicas Judicial

Atuar na elaboração de laudos e relatórios técnicos com o seu conhecimento cinesiológico funcional, fazendo a correlação entre a doença já diagnosticada pelo médico especialista na área correspondente, com as perdas funcionais e limitações adquiridas pelo reclamante.

  • Assessoria ao requerente do processo, do ponto de vista técnico / viabilidades / possibilidades;
  • Construção da estratégia de abordagem e posicionamento da defesa;
  • Elaboração dos quesitos técnicos da avaliação in-loco (ergonômica);
  • Acompanhamento e participação nos atos periciais;
  • Elaboração de quesitos complementares;
  • Construção do contra-laudo, parecer dos assistentes técnicos contrariamente ao laudo pericial quando se entender que este esta incorreto ou como suporte ao perito reforçando os aspectos positivos ou interessantes a estratégia da empresa, conforme demanda;
  • Atendimento ao Juízo, se convocado;
  • Acompanhamento em audiência;

Terapias Complementares

Bandagem Elástica Funcional

O método Bandagens Elásticas Funcionais é baseado no método Kinesio Taping criado no Japão à 25 anos. É utilizado na reabilitação e área esportiva. Devido a sua praticidade e eficiência tem se difundindo na Fisioterapia.

Este método possui ação neuromuscular e têm como principais funções dar suporte e corrigir a função muscular, melhorar a circulação linfática e sanguínea, aliviar dores e repor subluxações.
A técnica auxilia em diversas patologias combatendo lesões musculares, entorses, estiramentos e estabilizando articulações. Cerca de 25% dos atletas profissionais fazem uso da técnica.

Dry Needling

O Dry Needling, conhecido como agulhamento à seco, é uma técnica amplamente difundida e usada por fisioterapeutas como parte da prática clínica ou concomitante a outros métodos de terapia física para desativar pontos gatilho que geram dor em centenas de pessoas.

Caracteriza-se como um tratamento em que se utilizam de agulhas de acupuntura inseridas na pele ou no músculo dos pacientes que apresentam a síndrome dolorosa miofascial.
Sugere-se que, quando a agulha perfura a pele, os musculos relaxam e há a quebra do ciclo de contração muscular sustentada, assim, impedindo a crise energética ocasionada pelo espasmo muscular reflexo, possibilitando a restauração da amplitude de movimento.